Minas Gerais, mais um grande estado adere a NFC-e

Em maio deste ano, na cidade de Belém no estado do Pará, aconteceu o 52º Encontro Nacional de Coordenadores e Administradores Tributários Estaduais (ENCAT) . Dentre os diversos assuntos tratados no encontro, o coordenador geral do mesmo, Eudaldo Almeida de Jesus, destaca a adesão de novos estados no projeto da Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e):

Mais quatro Estados aderiram ao projeto NFC-e: Piauí, Alagoas, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul, somando 25 Estados no total.

A adesão do estado de Minas Gerais, representa muito nesta fase de expansão do projeto, pois trata-se do segundo estado em número de habitantes e uma grande potência dentro da economia brasileira.

Via TecnoSpeed

20140627-150919-54559518.jpg

Prefeitura de São Paulo prorroga a data de adoção obrigatória do SAT-ISS

Através da Instrução Normativa SF/SUREM nº 10/2014 (DOM de 17.06.2014) o Secretário Municipal de Finanças e Desenvolvimento Econômico, alterou a Instrução Normativa SF/SUREM nº 17/2012, que instituiu o Sistema Autenticador e Transmissor de Documentos Fiscais Eletrônicos (SAT-ISS), prorrogando, de 01.07.2014 para 01.03.2015, a obrigatoriedade de utilização do SAT-ISS para os prestadores dos serviços constantes do Anexo 1.

 

O SAT-ISS (Sistema Autenticador e Transmissor de Documentos Fiscais Eletrônicos) é um equipamento que se destina à emissão e transmissão de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica – NFS-e e à realização de controles de natureza fiscal, referentes a prestações de serviços sujeitas ao Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza – ISS.

 

Com a publicação da Instrução Normativa SF/SUREM nº 10/2014 a utilização do SAT-ISS será opcional no período compreendido entre 1º de janeiro de 2014 e 28 de fevereiro de 2015, e obrigatória a partir de 1° de março de 2015, para os prestadores dos seguintes serviços:

  • Ginástica, dança, esportes, natação, artes marciais e demais atividades físicas;
  • Hospedagem em hotéis e hotelaria marítima;
  • Hospedagem em pensões, albergues, pousadas, hospedarias,  ocupação por temporada com fornecimento de serviços e congêneres;
  • Hospedagem em motéis;
  • Hospedagem em apart-service condominiais, flat, apart-hotéis, hotéis residência, residence-service, suite service e congêneres;
  • Tinturaria e lavanderia;
  • Guarda e estacionamento de veículos terrestres automotores;
  • Guarda e estacionamento de veículos terrestres automotores, em postos de gasolina;
  • Barbearia, cabeleireiros, manicuros, pedicuros e congêneres;
  • Esteticistas, tratamento de pele, depilação e congêneres.

 

Fundamentação legal:

Decreto nº 53.628/2012;

Instrução Normativa SF/SUREM nº 17/2012;

Instrução Normativa SF/SUREM nº 04/2013;

Instrução Normativa SF/SUREM nº 10/2014.

 

via SIGA o FISCO

É a maior aquisição desde a compra da Sun, em 2009

Oracle vai comprar Micros Systems em acordo de US$ 5,3 bi

A Oracle anunciou que vai comprar a Micros Systems em um negócio de 5,3 bilhões de dólares para ampliar suas ofertas para as indústrias de varejo e de hospitalidade.

A oferta de 68 dólares por ação representa um bônus de 3,4 por cento sobre o preço do papel da Micros Systems no fechamento na sexta-feira.

As ações da Micros subiram 14 por cento desde que a Bloomberg relatou, em 17 de junho, que as duas companhias estavam em conversas sobre um acordo.

A Micros Systems produz hardware e software de pontos de venda para restaurantes e hotéis.

O negócio é o maior da Oracle desde a aquisição da Sun Microsystems por 5,6 bilhões de dólares em 2009.

 

via Info Exame

Cielo e Linx: join venture para 2015

thumb-180603-cielo-resized

A Cielo e a Linx anunciaram a criação de uma join venture para atender os pequenos varejistas (com até 5 estabelecimentos) com solução cloud.

Segundo o presidente-executivo da Cielo, Rômulo Dias, uma pesquisa feita com mais de 800 proprietários ou responsáveis pela gestão de estabelecimentos dos segmentos de alimentação e vestuário concluiu que 52% dos entrevistados não possuem automação comercial.

 

via Infoexame

Cibercriminosos infectam 1,5 mil PDVs em 36 países. Brasil está na lista

A IntelCrawler, empresa especializada em cibersegurança descobriu uma gigantesca operação que infectou com programas maliciosos aproximadamente 1,5 mil terminais ponto-de-venda, sistemas de contabilidade e outras plataformas de gestão de varejo em 36 países, incluindo o Brasil.

Outros países envolvidos são Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Austrália, China, Rússia e México. São vários os sistemas afetados, como por exemplo o LinxPOS que é bem conhecido no país. A lista completa está disponível para download no blog da companhia.

O tamanho do estrago dessa botnet reascende a discussão sobre os problemas de segurança em sistemas de varejo, como as recentes invasões de PDVs em grandes redes de lojas dos Estados Unidos. Aqui no Brasil nunca foi utilizada uma política sólida de segurança da informação nas implantações de PDVs e Backoffice. O que mostra que as estratégias devem ser revistas, já que o segmento está na mira dos cibercriminosos.

 

Via IDGNow

NFC-e: Prorrogação do SAT e adesão do RJ

O Estado de São Paulo prorrogou pela segunda vez a obrigatoriedade da emissão da NFC-e. O Paraná já teve a mesma iniciativa prorrogando para Janeiro do ano que vem.

E o Rio de Janeiro confirmou nessa ultima segunda-feira  em cerimônia oficial no Palácio Guanabara a adesão ao projeto, confirmando ser o 19o entre os Estados com obrigatoriedade e aderentes ao piloto. É o projeto NFC-e ganhando força nos Estados brasileiros.

Será que chegou a vez de mais software e menos esforço?

Todo mundo ganha com a NFC-e. Enquanto os estabelecimentos se livram de equipamentos específicos, homologações e se tornam livres para o uso da mobilidade, os consumidores podem receber seus recibos por e-mail ou SMS e o Fisco por sua vez ganha a informação em tempo real e a auditoria eletrônica.

 

“A portaria CAT 30/2014 delibera, segundo publicação do dia 5 de março, que a obrigatoriedade de emissão do SAT em substituição ao Emissor de Cupom Fiscal (ECF) para estabelecimentos de código 4731-8/00 na CNAE, sendo enquadrados como  comércio varejista de combustíveis para veículos automotores, a partir do dia 1º de novembro de 2014.  O calendário ainda prevê que estabelecimentos deste mesmo CNAE, porém que utilizam a Nota Fiscal de Venda a Consumidor (modelo 2), devem emitir o SAT a partir do dia 1º de abril de 2015.

Exceto alguns casos específicos, estabelecimentos que estiverem inscritos no cadastro de contribuintes do ICMS até o dia 31 de outubro,  não conseguirão mais autorizações de uso de equipamento ECF.

É a segunda revogação de prazo para implantação de nova tecnologia que se tem conhecimento. A primeira anunciada foi a do PAF-ECF no Paraná, no início do ano. Há cerca de 15 dias foi divulgado em Diário Oficial do estado a prorrogação de obrigatoriedade para Janeiro do ano que vem. Enquanto isso, a Nota Fiscal Eletrônica para Consumidor Final (NFC-e), cujo projeto está ligado ao da Nota Fiscal Eletrônica, vai ganhando força com a adesão de estados.”

Hiperligação

Dynamics AX 2012 R3 e Azure: gestão vai às alturas

Um grande movimento se aproxima, e as implementações de projetos ganharão um novo capítulo. Para o #varejo brasileiro em especial, que é proporcionalmente tão novato quanto o mercado nacional da plataforma Dynamics, some as mudanças fiscais e o consumo em todas as classes sociais. Você verá uma indústria se transformando em poucos anos.